(Last Updated On: 20 de abril de 2018)

Você sabe fazer o cálculo de custo variável de frete? Conhecer esse dado é muito importante para a precificação de seu serviço e afeta diretamente sua rentabilidade. Apesar disso, é comum que alguns gestores e empreendedores tenham dúvidas sobre o assunto.

A proposta deste post é ajudar você a compreender melhor as variáveis que são consideradas na definição do custo variável e a sua importância para uma tomada de decisões mais estratégica, principalmente no que diz respeito às operações logísticas.

Quer saber como encontrar esse valor de maneira simples e rápida? Prossiga com a leitura!

Custo Variável x Custo Fixo: quais as diferenças?

Antes de aprendermos a calcular o custo variável de frete, é interessante relembrar esse conceito financeiro. Toda empresa, independentemente do ramo ou do porte, tem gastos operacionais — alguns são fixos (não variam de acordo com a demanda) e outros são variáveis (oscilam ao longo dos meses).

Um custo variável, portanto, é aquele que sofre alteração a depender da produção da empresa. A matéria-prima, por exemplo, é algo que depende da quantidade de bens produzidos — quanto maior a produção, maior será esse gasto.

Por outro lado, o custo fixo, como os salários de funcionários, não sofre essa alteração — se você conta com 10 funcionários, não importa a produção do mês, os salários deverão ser pagos da mesma maneira.

Quais as maiores variáveis na operação de transporte de cargas?

Voltando nossa análise para o setor de transporte de cargas, podemos observar com clareza a existência de custos fixos e variáveis. Eles, aliás, formam o custo operacional do transporte e precisam ser conhecidos pelo gestor e empreendedor do ramo.

Mas, como o foco deste post é ajudar a definir com precisão o custo variável de frete, falaremos sobre as variáveis que compõem esse valor final. Lembrando que, ao conhecer esses gastos, você consegue precificar melhor seu serviço e assegura uma boa rentabilidade ao negócio.

Portanto, sempre que a operação logística de transporte é executada, a empresa tem alguns gastos variáveis — que oscilam de acordo com as viagens —, como:

  • gastos com combustível, especialmente óleo diesel;
  • gastos com lubrificantes para motor e peças;
  • desgaste dos pneus;
  • reposição de peças em razão do desgaste;
  • pedágios;
  • manutenções básicas antes e depois das viagens.

Como fazer o cálculo de custo variável de frete?

Conhecer os gastos que oscilam na atividade de transporte é apenas o primeiro passo para realizar o cálculo de custo variável de frete da maneira correta. Existem técnicas e boas práticas que podem auxiliar você a encontrar esse valor de maneira segura e rápida.

Se você tem sentido dificuldades ao realizar esse cálculo, as dicas a seguir poderão ajudar. Continue atento e aprenda, de uma vez por todas, a definir o custo variável do seu frete!

Separe os custos fixos dos variáveis

Você já conhece todos os custos existentes nessa operação. Então, a primeira dica é separar os fixos dos variáveis. Essa classificação é imprescindível para que o cálculo seja preciso e reflita a realidade de seu negócio e, por isso, deve ser feita com atenção.

Assim — apesar de conhecer esses gastos ser extremamente importante para a saúde financeira de sua transportadora —, os salários do motorista, depreciação do veículo, impostos, emplacamento e seguros devem ser anotados como custos fixos, e não serão utilizados nesse cálculo.

Faça o cálculo por caminhão

Os custos variáveis não são iguais para todos os veículos da sua frota. Para que você tenha dados reais em mãos, é interessante realizar esse cálculo unitário, isto é, por caminhão.

Para entender melhor essa dica, basta imaginar que um veículo novo consome menos combustível e tem menos gastos com manutenção, o que demonstra que o seu custo variável é inferior ao de um caminhão mais antigo.

Não se esqueça dos gastos com coleta e distribuição

Alguns gestores se esquecem de incluir esses gastos nesse cálculo, o que é um erro e traz prejuízos a longo prazo. Em geral, estamos falando daquelas despesas relacionadas com a coleta da mercadoria na empresa e da própria entrega ao cliente.

Fique atento aos custos relacionados ao tipo e peso da mercadoria

O tipo de mercadoria que você transporta também é um fator que influencia no valor final do frete, afinal alguns produtos demandam gastos extras. A dica é observar e considerar todas essas especificidades ao realizar o seu cálculo.

Com isso, cargas frágeis, perecíveis, de grandes dimensões e até mesmo muito visadas pelas quadrilhas de roubo de cargas podem demandar cuidados e gastos a mais, o que precisa ser incluído no valor final do frete.

Considere a rota a ser realizada

Rotas ociosas, isto é, pouco utilizadas, tendem a encarecer o frete, uma vez que o veículo se desloca com poucos produtos e não aproveita muito bem a viagem. Esse fato, muitas vezes negligenciado, precisa ser considerado na cobrança do frete.

Lembre-se de inserir os custos com prazos de entrega diferenciados

O produto precisa ser entregue em um prazo diferenciado? Nesse caso, há um custo variável que não pode ser esquecido. A velocidade da entrega aumenta o seu custo, principalmente quando há a combinação com o modal aéreo.

Tenha o auxílio da tecnologia

A nossa última dica para você que precisa encontrar o custo variável do frete é contar com o auxílio da tecnologia. O uso de um software de gestão de transportadoras pode simplificar bastante essa tarefa, principalmente no que diz respeito ao controle e acompanhamento das finanças.

Realizar essas anotações e cálculos de maneira manual faz com que você perca tempo valioso (que poderia ser aproveitado em tarefas mais estratégicas) e ainda o expõe a erros que podem comprometer a saúde financeira do seu empreendimento.

Conforme visto ao longo do post, fazer o cálculo de custo variável de frete é muito importante para que sua empresa cobre um valor justo e equilibrado pelo serviço prestado.

Uma transportadora tem inúmeros gastos em seu dia a dia e a única forma de alcançar uma boa rentabilidade e crescer de maneira saudável é conhecendo em detalhes todos esses custos fixos e variáveis. Então, aproveite as dicas apresentadas e faça o cálculo de custo variável de frete agora mesmo!

Quer uma ajuda com a gestão de sua transportadora? Conheça o nosso software Controle de Transportadoras e solicite uma proposta!

Quer saber sobre mais assuntos como esse? Nos siga nas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.