(Last Updated On: 28 de julho de 2011)

Documentos fiscais em segurança

Desde 2005 a Receita Federal brasileira vem fazendo vários ajustes para a implantação do sistema de documentação eletrônica em todas as empresas. Hoje, o uso de documentação fiscal eletrônica é obrigatório e falta pouco para que o Brasil inteiro esteja vinculado ao projeto, que, numa segunda etapa, controlará as operações bancárias e os clientes finais, agregando também às compras feitas, todas as notas emitidas e automaticamente revertendo os dados para cada Declaração de Imposto de Renda dos cidadãos brasileiros.

Isso significa maior transparência nos dados, controle efetivo dos documentos emitidos e certeza de recolhimento correto dos impostos, uma vez que o sistema é todo integrado.

Se, por um lado, a agilidade é maior, por outro, cada empresário precisou adaptar- se às demandas e buscar soluções com o objetivo de atender às novas legislações.

Os usuários do software Controle de Transportadoras já têm todas as funcionalidades fiscais embutidas no sistema: ele emite tanto a NF-e, quanto o CT-e, ambos validados pelo SPED Fiscal, a certificação digital necessária para provar que o documento foi emitido por determinada empresa.

Mas como fazer o armazenamento dessas informações?

Nós, da Bsoft, fazemos isso por você!

Todas as NF-e e os CT-e emitidos, geram um backup automático, disponível em arquivo XML. Estes, devem ser guardados pelo prazo de 5 anos e fornecidos à Receita se necessário. É como se fazia antigamente com o arquivamento das notas, mas agora, de forma segura e automática sem o risco de danos físicos aos papéis ou gastos extra com armazenamento.

A ferramenta não tem custo adicional e você já sabe: toda e qualquer dúvida pode ser tirada pelo Atendimento, através de um ticket no Help Desk ou de um Chat com um de nossos técnicos, sempre que precisar.

Para saber sobre CT-e e SPED Fiscal, consulte esses artigos:

CT-e no Controle de Transportadoras

Nova atualização do software inclui o SPED Fiscal

Voltar para o site da Bsoftsistemas

Voltar ao blog

Quer saber sobre mais assuntos como esse? Nos siga nas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.