(Last Updated On: 31 de maio de 2017)

Nas duas últimas semanas, fizemos a introdução do tema arquivos EDI, e explicamos sobre o NOTFIS, que é o primeiro formato de mensagem utilizado entre embarcadora e transportadora. Dando continuidade nesta série, hoje vamos explicar o funcionamento do arquivo EDI CONEMB.

 

Leia também:

Série arquivos EDI – Conheça melhor o conceito EDI

Série arquivos EDI – NOTFIS

 

Anteriormente, vimos que o transportador recebe as notas fiscais via NOTFIS, importa para o seu sistema, para então gerar os conhecimentos de transporte eletrônicos. Com os CTes gerados, o transportador, como uma forma de resposta ao primeiro arquivo, gerará o CONEMB, contendo todas as informações do CTes, em um arquivo igualmente estruturado e o enviará para o embarcador (emissor das notas fiscais).

 

EDI CONEMB:

O arquivo EDI CONEMB é o formato de mensagem dos conhecimentos embarcados. Neste arquivo, são informados os dados dos CTes (conhecimento de transporte eletrônico), ou das notas fiscais de transporte,  para conhecimento do embarcador sobre as operações de transporte que envolvem suas mercadorias e notas fiscais. Em algumas operações de redespacho, este arquivo é utilizado para que uma transportadora envie a outra, os dados dos conhecimentos emitidos para o atendimento do processo de redespacho.

 

A geração do arquivo CONEMB garante rapidez e agilidade para o transportador, na medida em que promove uma comunicação simples e direta com o embarcador, pois mais uma vez, não será necessário enviar para este os XMLs e DACTEs do CT-e, uma vez que todas as informações que o embarcador precisará, estarão presentes no CONEMB.

 

Semelhante ao arquivo NOTFIS, a geração do EDI CONEMB é extremamente vantajosa, visto que acelera as transações comerciais e processos burocráticos, elimina a quantidade de papéis que estes processos utilizam, aumenta a agilidade, produtividade e precisão de informações e reduz os custos dos processos mercantis.

 

A partir do arquivo CONEMB, o embarcador poderá gerar outro formato de mensagem, o PREFAT, que falaremos mais adiante. Na próxima semana, dando continuidade à série, falaremos sobre o OCOREN.

Se você ficou com alguma dúvida sobre o EDI CONEMB, deixe sua pergunta abaixo para que possamos lhe responder.

 

 

 

É autorizada a reprodução total ou parcial, sem fins lucrativos do conteúdo deste canal de notícias, desde que citada a fonte Bsoft

Quer saber sobre mais assuntos como esse? Nos siga nas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.