(Last Updated On: 12 de agosto de 2016)

O Ministério do Trabalho e Previdência Social deverá aplicar pelo menos 50 multas a transportadoras de cargas que atuam no Porto de Santos. Todas as empresas descumpriram os limites de horário de serviço dos motoristas de caminhões. As irregularidades foram flagradas durante uma força-tarefa realizada nesta sexta-feira (29), na Alemoa, na Margem Direita do Porto de Santos.

 

Segundo apurado pela Reportagem, 76 veículos foram fiscalizados durante duas horas e meia de operação. As vistorias, que ocorreram em parceria com a gerência de Santos do Ministério do Trabalho, e superintendência de São Paulo, se concentraram no equipamento conhecido como tacógrafo, utilizado para monitorar os veículos. Ele é responsável por armazenar informações relacionadas não apenas à velocidade do caminhão, como também ao período em que ele permaneceu em trânsito.

 

Segundo a auditora Viviane de Jesus Forte, que coordenou a operação, entre as desconformidades encontradas estavam motoristas que excederam o tempo limite de trabalho, entre 8 e 10 horas, conforme a convenção.

 

Nestes casos, não é o motorista o autuado, mas sim a empresa responsável por ele. Após a identificação dos problemas, pelo menos 25 empresas especializadas no transporte de cargas da região e de outros lugares do Estado e, até mesmo do Brasil, foram submetidas a sanções. Os valores e as modalidades não foram informados.

 

Fonte: A Tribuna

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.