(Last Updated On: 30 de abril de 2018)

Todo dono de transportadora sabe que a carga tributária é um dos seus maiores desafios. Afinal, com tantos impostos no transporte de carga, crescer, controlar as finanças e alcançar o sucesso pode se tornar uma missão um pouco mais complicada.

Nosso país tem legislação muito complexa e burocrática nesse aspecto e as transportadoras são prejudicadas por essa ineficiência política. Mas isso não é motivo para desanimar! Com as estratégias certas, é possível ter mais controle sobre os tributos e ainda conseguir uma redução interessante desses valores.

Se você anda perdido com tantas obrigações ficais (como o ICMS, IRPJ, CSLL, PIS/PASEP e ISS) e tem dúvidas sobre o regime tributário ideal para o seu negócio, nós o ajudaremos com este post!

Por que você deve controlar o recolhimento de tributos?

Não há como fugir da responsabilidade de pagar os impostos no transporte de carga, mas há maneiras de deixar essa tarefa mais eficiente e até gerar economia. Isso se faz por meio de um controle rígido e inteligente, em especial com o apoio de um bom software de gestão.

Essa estratégia assegura que você não cometa erros de escrituração que podem gerar cálculos errados e, consequentemente, o recolhimento de tributos acima do devido. Além disso, ter controle efetivo dos tributos evita que sua empresa seja penalizada por não apresentar documentações obrigatórias.

Mas não é só isso! Podemos dizer que um negócio que tem esse controle e mantém seus registros fiscais sempre organizados, consegue se planejar melhor. A ideia é simples: quando você sabe o que tem a pagar e a receber, está mais preparado para o futuro e para as oportunidades.

Outro ponto importante é que o não cumprimento dessas obrigações pode lhe causar muitas dores de cabeça e problemas, como:

  • impedimento de emitir certidão negativa;
  • impedimento de prestar serviços a órgãos públicos;
  • impedimento de optar pelo Simples Nacional;
  • impedimento de emitir novos documentos até a regularização.

Como a tecnologia pode ser sua grande aliada?

Você viu que o uso de um software de gestão pode simplificar o seu dia a dia em relação às obrigações fiscais. E é isso mesmo: essa tecnologia deve ser vista como uma de suas maiores aliadas para a redução dos impostos no transporte de carga, pois traz grandes benefícios.

Nosso software Controle de Transportadoras, por exemplo, é uma ferramenta moderna e completa que facilita bastante a gestão de tributos.

Por meio de uma pré-configuração, você escolhe o seu regime de tributação e configura o ICMS, PIS, COFINS, INSS e ISS para gerar os arquivos de acordo com SINTEGRA, SPED Fiscal, SPED Contribuições e outros.

Muito mais do que auxílio no controle de tributos a pagar, nosso sistema lhe ajudará a reduzir custos. Como ele evita inúmeros erros de operações, você não corre o risco de pagar duas vezes o mesmo imposto. Além disso, ao evitar a sonegação, seu negócio corre menos riscos de cair na malha fina e se mantém longe de problemas com o fisco.

O que mais você precisa para reduzir os impostos no transporte de carga?

Não há dúvidas de que os sistemas Bsoft são excelentes ferramentas e podem transformar o cotidiano em seu negócio. No entanto, se você deseja reduzir a carga tributária em sua transportadora, terá de tomar mais algumas providências. Confira!

Invista em planejamento tributário

A primeira delas é estruturar um bom planejamento tributário. Muitos empreendedores não sabem, mas a escolha do regime de tributação correto pode gerar economia considerável de recursos.

Você terá à sua disposição três regimes básicos e, para ser enquadrado em cada um deles, é necessário cumprir com alguns requisitos, em especial os limites de faturamento:

  • Simples Nacional: faturamento anual de até R$ 4,8 milhões;
  • Lucro Presumido: faturamento anual de até R$ 78 milhões;
  • Lucro Real: faturamento anual acima de R$ 78 milhões.

O Lucro Real, portanto, pode ser usado por qualquer empreendimento, mas costuma ser utilizado por empresas de grande porte, posto que é mais complexo que os outros. Os demais regimes, além do faturamento, apresentam requisitos e limitações — é o caso das empresas de transporte de passageiros, que não podem aderir ao Simples.

Lembrando que a mudança que mais afeta seus lucros nesse caso é o pagamento do IRPJ e da CSLL. No caso do Simples Nacional, o imposto é unificado com uma alíquota que varia de 6% a 33% (a depender do seu faturamento) e engloba todos os tributos.

Se você for enquadrado no Lucro Presumido, como o próprio nome sugere, a margem de lucro utilizada para o cálculo de impostos é presumida. Desse modo, para definição do IRPJ e CSLL leva-se em consideração uma tabela predefinida para os respectivos cálculos — presunção de 1,6% a 32% do faturamento bruto, de acordo com a atuação da empresa. Mas, caso você opte pelo Lucro Real, arcará com uma alíquota de 33,25% do lucro líquido.

Considerações importantes:

Existem inúmeros detalhes a serem conferidos, por isso a importância de um bom planejamento com quem conhece o dia a dia da empresa.

No caso de Lucro Real, as alíquotas de PIS (1,65%) e COFINS (7,60%) se diferenciam bastante do Presumido, que é de 0,65% e 3% respectivamente. Apesar de serem débito/crédito nesse regime.

O ICMS também costuma variar bastante, porém, é preciso entender que cada empresa arcará com os valores referentes à sua atuação, oscilando de acordo com o destino dos fretes.

Por isso, para saber qual dos regimes é mais interessante, você precisará conhecer as despesas de sua empresa. Afinal, se o lucro líquido for alto, o Lucro Real pode não ser a melhor opção. Do mesmo modo, alguns encargos, como o INSS, podem aumentar em mais de 20% e, por isso, é essencial conhecer a relação de salários e pró-labore.

Fique atento ao cenário econômico para o setor

Como você viu, é importante dar atenção especial ao planejamento tributário. Mas isso não é suficiente! Você acompanha as notícias que dizem respeito ao cenário econômico e novas leis para o seu setor? Isso pode ser importante para que você se prepare e não seja pego de surpresa.

Um bom empreendedor é aquele que pensa além do seu tempo e está de olho nas oportunidades e desafios que podem surgir. Por isso, seja mais interessado e procure se informar melhor! Busque canais que estão sempre atualizados, principalmente no que se refere a impostos no transporte de carga. Se possível, assine newsletters — e-mails periódicos com dicas, novidades e notícias — para se manter a par das mudanças no cenário.

Conheça a realidade de sua empresa

Você sabe como andam as finanças da sua transportadora? Se a resposta for negativa, o ideal é que você perca um pouco do seu tempo avaliando suas despesas, receitas, resultados contábeis e, claro, o nível de organização de toda a documentação.

Contrate profissionais para auxiliá-lo

Por último, temos uma dica de ouro. Se você não tem habilidades e conhecimentos suficientes para lidar com questões tributárias, se sente confuso com tantas leis e está inseguro em escolher o regime de tributação, o melhor a se fazer é contar com o apoio de profissionais capacitados para isso.

Mas atenção! É muito importante que você trabalhe com contadores, consultores e advogados que tenham domínio das regras para o setor de transporte de cargas. Além disso, é preciso deixar claro que tal cuidado não se limita às grandes transportadoras, pois as pequenas e médias empresas do setor também podem (e devem) investir em apoio especializado.

Chegamos ao fim do post e esperamos que você tenha entendido o que é necessário fazer para controlar e reduzir os impostos no transporte de carga. Conforme vimos, não se trata de uma meta impossível, mas é preciso adotar boas práticas e investir em tecnologias que sejam especialmente projetadas para o setor.

Quer alcançar esse resultado e colocar seu negócio em um lugar de destaque no mercado? Então, não perca mais tempo e entre em contato agora mesmo com a Bsoft!

Quer saber sobre mais assuntos como esse? Nos siga nas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.